História
1ª Equipe Diretiva
A AMOSAD originou-se do desejo dos moradores do Loteamento Santos Dumont de se organizarem melhor para buscar seus direitos. Depois de obterem sucesso na reivindicação da rede de água para as ruas Ipê Rosa e Raimundo Staroski e na realização do mutirão para calçamento da Rua Adílio Maria Fermínio, alguns moradores decidiram realizar reuniões mensais que culminassem com a criação de uma entidade representativa.

Anteriormente, um grupo de moradores mais antigos já vinha discutindo esta necessidade, que ganhou fôlego com a adesão de novos simpatizantes da ideia. Foram feitas 5 reuniões no 1º. Semestre de 2005. Numa destas reuniões o grupo recebeu a visita do então Presidente da UFECO – União Florianopolitana de Entidades Comunitárias (entidade que congrega mais de 130 associações de moradores de Florianópolis), Sr. Modesto Azevedo.

Na ocasião, Azevedo compreendeu ser legítima a criação da AMOSAD, e sugeriu que fosse feita uma reunião com a AMOCAR (Associação dos Moradores e Amigos do Carianos) para discutir a proposta. Esta reunião foi realizada no dia 14/06/2005 com a presença de moradores do Santos Dumont e da diretoria da AMOCAR, liderada pelo então Presidente Paulo Koinski, quando então foi definida a área de atuação da AMOSAD, que representaria os moradores e proprietários dos 1.800 imóveis do loteamento.

Acertadas estas questões, foi criada a AMOSAD no dia 04 de julho de 2005, em reunião na casa de uma de suas idealizadoras, Sra. Eloísa Subtil Duarte (in memoriam), tendo sido aprovado seu estatuto e eleita por aclamação uma Diretoria Executiva provisória, tendo como Presidente interino o Sr. Cláudio Vicente. Esta Diretoria, que se encarregou de providenciar a legalização da entidade, foi definitivamente eleita em dezembro de 2005 para um mandato de 2 anos, em assembléia geral que contou com a presença de mais de 100 associados.

A primeira ação da entidade foi a realização de um amplo diagnóstico dos problemas da comunidade e a definição de soluções para estes problemas. Foi elaborado um documento com inúmeras fotos dos problemas detectados e com uma estatística da pesquisa feita com os moradores. Este documento foi entregue ao prefeito municipal, aos secretários municipais e demais órgãos da administração municipal e a todos os vereadores de Florianópolis. A partir daí passou-se a negociar a implementação das soluções propostas.

Em 2006 a AMOSAD alcançou a utilidade pública municipal conforme a lei 7221/2006. 

De lá para cá, a AMOSAD esteve presente ao lado de seus moradores em grandes lutas como a melhoria de infraestrutura do loteamento, o impacto do Plano Diretor para a comunidade, o Novo Acesso ao Aeroporto Hercílio Luz que corta o loteamento, a Linha Presumida dos Terrenos de Marinha que atinge centenas de proprietários no bairro, entre outras.
Associe-se a Amosad e faça parte das melhorias da Comunidade Cadastro Gratuito

Conecte-se conosco

Através das redes sociais da Amosad, além de tomar conhecimento do que está acontecendo em nossa comunidade, poderá interagir comentando ou dando sugestões.

Notícias populares

Nossa localização